sábado, 13 de abril de 2013

será que sou ?


Nós perdemos um amigo, filha, abruptamente, e, por mais que eu tente entender a fugacidade da vida, ainda assim entristeço. E você percebe... por mais que eu tente amenizar minha forma de 'doer', você percebe.
Dois dias atrás você me viu sentada no puff da sala com o olhar perdido na paisagem de lá de fora. Sentou no tapete ao meu lado, esfregou as mãozinhas nos meus pés, esquentando-os, e disse :

- Mamãe, você já é grande, já é forte para segurar as coisas tristes...

Curvei o corpo e a envolvi em meus braços.
Ficamos assim, nesse silêncio que só o amor entende.

4 comentários:

✿ chica disse...

Que bom que tu sabes consolar tua mãe nessa hora de dor! beijos às duas,chica

Simone Scalabrini disse...

Ôoo gente, que gracinha...

Inaie disse...

Ah bebela, a gente nunca é grande e forte o suficiente para passar incólume pelos momentos tristes.
Ainda bem que existem vcs...

Anônimo disse...

Ai...que saudade de vocês duas...
Dessa pureza,dessa alma tão linda da Isa!!s2
Ela sempre me emocionou...
um super beijo da Amanda da Miniatura ;)